Dicas & Afins: Mary e Max – Uma amizade diferente

Se tem uma coisa que eu gosto mesmo é filmes. Não existe um gênero especifico, ou algo que me chame atenção, vou vagando por aí, e sempre me deparo com algo incrível.

Isso aconteceu com o filme: Mari e Max – Uma amizade diferente.

É uma animação, mas não é para crianças! Não é porque são animações que serão para crianças, e isso é muito bacana, pois deixa assuntos pesados mais leves. Mas não te impede de chorar litros em alguma parte do filme!

Mary Dinkle é uma coisa fofa, uma menina de 8 anos que tem toda aquela coisa gostosa da infância, dúvidas, curiosidades e claro ela não percebe o quanto sua família é complicada e o mundo ao redor. Gordinha, com uma pinta na testa. Coitada, sofre com os colegas na escola o famoso “bullying”. Mas tem elementos simples que a tornam feliz. Ela vive em Melbourne.

Já o Max Horovitz é um homem de 44 anos, obeso, judeu e que tem especialmente uma patologia que sem chama Síndrome de Asperger (Eu tenho carinho por algumas patologias), a visão dele é muito literal e isso nos faz pensar melhor em algumas coisas. Max conta sobre sua infância, sua vida atual e os seus sonhos, dá pra viajar bastante nele. Um cara simples com uma visão de mundo que nem sempre conseguimos perceber. Ele vive em Nova York.

O filme é feito em stop-motion, ou seja foi feito quadro por quadro (Li em alguns lugares que é baseado em fatos reais). As cores se resumem em sépia e preto e branco, com destaque especial para o vermelho. Mary e Max trocam cartas durante 20 anos, falam sobre tudo! Religião, sexo, sociedade, chocolates, amor, amizade e o que acontece com cada um.
Um filme que mostra assuntos pesados mas com uma visão linda de animação: Obesidade, preconceito, alcoolismo, bullying, cleptomania, diferença sexual, a confiança, diferenças religiosas.

Se você tiver com tempo, busque por ai, vale muito a pena. Eu tenho certeza de que ele vai mexer com você e irá te provocar vários sentimentos (Digo isso porque chorei, muito!).

Essa é a di-dica.

AGORA É COM VOCÊ. VEM!?

Anúncios

2 respostas em “Dicas & Afins: Mary e Max – Uma amizade diferente

  1. Maravilhoso esse filme. Muito interessante a fotografia utilizada para representar a forma de enxergar e interpretar a existência humana dos dois personagens. Além de ser extremamente sensível, principalmente, o final do filme.
    Bia, há dois erros na sua publicação: Síndrome de asperger na verdade é um transtorno invasivo (ou global) do desenvolvimento que não é necessariamente uma patologia ou doença em si. E o Max Horowitz não era judeu e virou ateu por vários motivos inexplicados!
    Curti o seu post!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s